Home Brasil Vereadores querem criar dia do orgulho hétero

Vereadores querem criar dia do orgulho hétero

Vereadores querem criar dia do orgulho hétero

0

Em momento de crise financeira, problemas na gestão de unidades de saúde , aumento da violência e greves nas obras das Olimpíadas, vereadores do Rio decidiram abrir espaço na agenda para tentar criar o ‘Dia do Orgulho Hétero’ e incluí-lo no calendário oficial da cidade. A proposta é assinada por Jimmy Pereira (PRTB), Eliseu Kessler (PSD) e Alexandre Isquierdo (PMDB). A justificativa é garantir ao cidadão “o direito de se manifestar pacificamente e afirmar seu orgulho em ser heterossexual.

Para Jimmy Pereira, existe preconceito contra heterossexuais. O vereador afirmou que o projeto não tem nenhuma inspiração religiosa.

“Todo dia é dia de alguma coisa, ué. Existe preconceito contra gordinho, careca, baixinho, idoso. A gente sabe que há preconceito contra gays, mas não podemos deixar de valorizar os héteros, que perpetuam a espécie. Nada pode se opor à família tradicional. Já propuseram dia do orgulho gay aqui”, afirmou o parlamentar ao lembrar iniciativa semelhante do presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Segundo Pereira, a proposta também seria encampada pelo vereador Carlos Bolsonaro (PP), filho do deputado federal Jair Bolsonaro, frequentemente envolvido em polêmicas sobre os direitos LGBT. Carlos, porém, negou qualquer tipo de participação no projeto.

Ao lado do vereador Marcelo Arar (PT), Laura Carneiro (PTB) propôs a criação do dia do orgulho LGBT. Ela respeitou a proposta, mas discordou da tese do “preconceito hétero”.

“Nesse caso, existe uma história de luta por direitos civis de minorias. É um direito deles apresentarem esse projeto, mas ninguém morre por ser heterossexual. Os dados são alarmantes e mostram que há um fundamentalismo sexual”, opinou Laura Carneiro.

Comentários