Home Sociedade The blue whale game : O JOGO MORTAL BALEIA AZUL

The blue whale game : O JOGO MORTAL BALEIA AZUL
0

The blue whale game : O JOGO MORTAL BALEIA AZUL

0

Um novo jogo que virou febre na Europa e na Rússia, preocupando milhares de pais por ser um game considerado mortal e que recruta, principalmente crianças, chegou ao Brasil e já fez sua primeira vítima.
Baleia Azul é um jogo horripilante e envolve desafios que duram por 50 dias, onde no final a criança deverá cometer suicídio para finalizar o jogo.
Grupos fechados na internet reúnem as crianças que, depois do desafio cumprido, são obrigadas a postar fotos comprovando a tarefa cumprida.

Como funciona o jogo do suicídio?
Tudo começa por um convite que é enviado via página na rede social – Facebook -. Este jogo é baseado em desafios, os participantes são instruídos por mentores a cumprirem uma espécie de maratona de 50 dias. Estes mentores seriam pessoas mais velhas, com grande poder de persuasão e que são consideradas cibercriminosos.
As mensagens com os desafios diários chegam para os participantes por volta das 4h20 da manhã de forma direta ou através de mensagens subliminares nas redes sociais. Os desafios são sempre macabros, como por exemplo, assistir por horas a fio filmes de terror, subir em telhados ou estruturas muito altas, automutilação, entre outros. No final dos 50 dias a vítima recebe a tarefa derradeira, onde ele deve tirar sua própria vida.

Crianças são ameaçadas
O mentor ameaça as crianças e adolescentes com seus dados pessoais, como por exemplo, nome completo, escola onde estuda e até mesmo endereço, dados obtidos de maneira criminosa na internet.
Com os dados em mãos o criminoso faz ameaças aos amigos e família da vítima obrigando-a a participar dos desafios.
A polícia russa acompanhou uma das conversas: “Primeira tarefa: desenhe uma baleia com estilete no braço, depois tire uma foto quando estiver sangrando e me envie”. Victor afirmou para o participante que caso não recebessea foto em 10 minutos, ele seria responsável pela morte de seus amigos e familiares.

Mortes registradas
Já foram registradas três mortes de meninas russas entre 14 e 16 anos por causa do jogo, e outras dezenas de jovens foram salvos a tempo, antes de chegarem na última fase, por seus pais que descobriram tudo antes do pior acontecer.
No Brasil, a Polícia Civil do Mato Grosso está investigado se a morte de uma adolescente de 16 anos está relacionada com o Baleia Azul. A jovem pulou em uma represa de grande profundidade para cumprir o desafio final do jogo mortal.

O Baleia Azul mexe com o psicológico das crianças, que transtornadas, acabam fazendo tudo o que recebem de ordem dos mandatários do jogo. Psicólogos que estão acompanhando os casos de adolescentes que fizeram o desafio e sobreviveram, afirmam que como o jogo age na cabeça do adolescente, o transforma em uma pessoa mais suscetível a esse tipo de brincadeira de mau gosto por perder o senso de realidade com muito mais facilidade.
Especialistas observam que os pais devem ter voz ativa ao monitorarem seus filhos, impedindo que eles passem noites em claro na frente dos computadores ou assistindo televisão. Pois muitos adolescentes aproveitam a hora que seus pais estão dormindo para realizarem as tarefas macabras do desafio da Baleia Azul.
Como prevenir que seu filho entre no jogo da Baleia Azul

Mudança de comportamento
Os pais devem estar atentos a mudanças bruscas de comportamento dos filhos, o que pode ser um sinal de que a criança está sofrendo e não está sabendo lidar com o sofrimento.

Demonstre interesse
Para perceber que a criança está enfrentando problemas, é essencial que os pais se interessem por sua rotina. Segundo especialistas, esse deve ser um ato genuíno, não momentâneo por causa do jogo.

Diálogo constante
As conversas com os filhos, sobretudo os adolescentes, pode não ser fácil, mas os pais devem abrir canais para que eles se sintam confortáveis em compartilhar suas angústias e se sintam protegidos.
Vulnerabilidade
Para os especialistas, jovens e adolescentes com a autoestima baixa e sem vínculo familiar fortalecido são mais vulneráveis a armadilhas como o jogo da Baleia Azul.

Confiança
Os jovens precisam de pessoas de confiança para compartilhar seus anseios e frustrações, seja na escola ou na família.

Participação da escola
As escolas podem ajudar na prevenção de situações de risco, identificado entre os alunos os mais vulneráveis a se engajarem em jogos como esse e conscientizando os estudantes sobre a
importância da vida.

Comentários