Home Sociedade TERRORISTA QUE MATOU 3 NA BÉLGICA GOZAVA DO BENEFÍCIO DE SAÍDA TEMPORÁRIA DA CADEIA

TERRORISTA QUE MATOU 3 NA BÉLGICA GOZAVA DO BENEFÍCIO DE SAÍDA TEMPORÁRIA DA CADEIA
0

TERRORISTA QUE MATOU 3 NA BÉLGICA GOZAVA DO BENEFÍCIO DE SAÍDA TEMPORÁRIA DA CADEIA

0

Não é apenas no Brasil que o benefício de saída temporária de presos comprova que benefício para criminosos gera mais violência contra os cidadãos de bem.
O atentado terrorista que matou duas agentes policiais e um civil na manhã de ontem (29), em Liege, no leste da Bélgica era um imigrante que havia sido preso por delitos de menor gravidade e que gozava da uma saída temporária da prisão.
Apontado pela polícia como “Benjamin H.”, o homem de 30 anos atacou as duas policias com um faca, antes de pegar suas armas e assassiná-las. Ele correu para uma escola onde fez um refém até ser morto a tiros pela polícia.
O tiroteio ocorreu por volta das 10H30 (05h30 horário de Brasília) no Boulevard Avroy, uma das principais artérias da cidade.
Essas duas mulheres, funcionárias da polícia local, foram “agredidas pelas costas”, recebendo “múltiplas facadas”, indicou em coletiva de imprensa o promotor de Liege, Philippe Dulieu.

Troca de tiros
Depois de roubar as armas das policiais, o agressor matou uma terceira pessoa, atirando contra um homem de 22 anos que estava no banco do passageiro em um carro estacionado.
Em um segundo momento, após um curto sequestro após o triplo assassinato, uma nova troca de tiros ocorreu, e “vários” outros policiais foram “feridos nas pernas”, acrescentou Dulieu.
Ninguém ficou ferido quando um empregado foi feito refém no complexo escolar Athénée Léonie de Waha, mas os estudantes tiveram que ser retirados do local.

Terrorista
As motivações do atirador ainda são desconhecidas. Uma porta-voz do Ministério Público de Liege, contactada pela AFP, não confirmou a notícia de que ele gritou “Allah Akbar” (Alá é grande!) ao atacar as agentes.
Imagens transmitidas pelo canal privado RTL mostraram o homem abatido deitado em uma calçada, totalmente vestido de preto, de barriga para o chão.
A Bélgica, atingida por ataques jihadistas que deixaram 32 mortos em 22 de março de 2016, já foi alvo de vários atentados contra militares ou policiais.
O último ataque de natureza terrorista ocorreu em 25 de agosto de 2017: um homem de 30 anos de origem somali agrediu soldados com uma faca, ferindo levemente um deles, gritando “Allah Akbar” no coração de Bruxelas. Ele foi morto.

Comentários