Home Educação Sem escolas e professores, governo de SP quer liberar uso de celular na sala de aula

Sem escolas e professores, governo de SP quer liberar  uso de celular na sala de aula
0

Sem escolas e professores, governo de SP quer liberar uso de celular na sala de aula

0

Em um sistema educacional onde falta de escola a professor, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, ignorando as manifestações estudantis que atrapalharam milhares de estudantes no estado paulista pediu para tramitar em caráter de urgência um projeto que desbanca a lei vigente a quase uma década proibindo o uso de celular em sala de aula.

Projeto
A proposta é do secretário estadual de Educação, José Renato Nalini, que justificou o projeto afirmando que os celulares serão usados para fins pedagógicos e que as instituições de ensino “devem acompanhar o uso de novas tecnologias” e os alunos
“já estão conectados”.
O projeto foi baseado em estudos que mostram que os aparelhos permitem acesso a informações e a produção e o compartilhamento de conteúdo pedagógico. O levantamento não mostrou que os mesmos aparelhos dão acesso
a pornografia, e males da internet.

Professores
Como se não bastasse, professores ameaçados, desrespeitados e até mesmo agredidos verbal e fisicamente, sendo aprovada a lei, ficará com estes a responsabilidade de fiscalizar os sites que os alunos estarão visitando dentro das salas de aula. O que o secretário não afirmou é se haverá bônus salarial por mais essa função acumulada na responsabilidade
dos mestres de ensino.
O governo do estado de São Paulo reflete a politicagem do Brasil. Ao invés de aplicar recursos para qualificação dos estudantes, na remuneração digna dos professores, instalações equipamentos apropriados para o corpo estudantil, caráter de urgência para político que finge governar para o povo é disseminar a superficialidade da base intelectual de nossos estudantes.

Opinião
Por incrível que pareça é isso mesmo!
Não. Você não está enganado! No mesmo jornal onde lê-se que o Brasil despencou em rendimento escolar, as crianças não sabem somar e muito mesmo interpretar um texto que acabaram de ler há político querendo incluir o celular dentro das salas de aula…
E colocar os professores (que ainda sobraram) para tomar conta.

Comentários