Home destaque Relembre desastres aéreos envolvendo times de futebol

Relembre desastres aéreos envolvendo times de futebol
0

Relembre desastres aéreos envolvendo times de futebol

0

O  acidente ocorrido na madrugada desta terça-feira (29) na Colômbia, com um avião em que viajava a equipe da Chapecoense, é o mais recente de uma lista de desastres aéreos envolvendo times de futebol.

Na aeronave que caiu a cerca de 50 quilômetros de Medellín, no noroeste da Colômbia, seguiam nove tripulantes e 72 passageiros, entre jogadores, dirigentes do clube e jornalistas.

A equipe disputaria a primeira das duas partidas finais da Copa Sul-Americana com o Atlético Nacional, nesta quarta-feira. A partida foi suspensa pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), bem como todas as atividades da organização.

As autoridades locais confirmaram 76 mortos e cinco sobreviventes.

Relembre os maiores desastres aéreas que já atingiram clubes de futebol:

Torino (Ita) – 1949 – 31 mortos

Em 4 de maio de 1949 o avião que transportava a equipe italiana de Torino, que jogaria contra o time do Benfica (Portugal) caiu no morro que abriga a Basílica de Superga, em Turim, ainda na Itália. Dezoito das 31 vítimas fatais eram jogadores. Quatro eram tripulantes da aeronave Fiat G.212. Não houve sobreviventes.

Muitos jogadores italianos jogariam a Copa do Mundo no Brasil em 1950.

Manchester United (Ingl) – 1958 – 23 mortos

O avião do voo BE609, da empresa Britânica British European Airways, caiu em seis de fevereiro de 1958 em Munique, na Alemanha, e 21 pessoas sobreviveram. Entre as 23 fatalidades, oito eram jogadores.

Os jogadores ingleses voltavam de Belgrado, na Sérvia, onde tinham jogado contra o Estrela Vermelha pela Liga dos Campeões da Europa, e o avião havia parado em Munique para abastecer. O acidente aconteceu após três tentativas de decolagem na neve.

The Strongest (Bol) – 1969 – 74 mortos

A delegação do time boliviano voltava de Santa Cruz de La Sierra para a capital La Paz. Não houve sobreviventes. Entre os mortos, havia 16 jogadores do clube The Strongest.

O piloto foi obrigado a fazer um pouso de emergência que terminou no desastre. O avião caiu na Cordilheira Tres Cruces (Bolívia). O avião era o Douglas DC-6 do Lloyd Aéreo Boliviano.

Pakhator Tashkent – Uzbequistão – 178 mortos

Dois aviões se chocaram no ar e todos os 178 tripulantes das aeronaves morreram. Quatorze eram jogadores do time uzbeque. Os jogadores enfrentarriam o  Dinamo Minsk, time bielorrusso. O acidente aconteceu sobre a cidade de Kamianske, na Ucrânia.

Alianza Lima (Per) – 1987 – 43 mortos

Em 8 de dezembro de 1987, o vião Fokker F27 (prefixo AE-560) caiu no mar. Dos 44 tripulantes, apenas o piloto sobreviveu. Dezesseis pessoas entre jogadores e comissão técnica do Alianza Lima morreram. A equipe liderava o Campeonato Peruano e voltava de Pucallpa, onde enfrentara o Desportivo. O Alianza Lima também acabou perdendo o título.

Investigações apontaram posteriormente falha humana.

Seleção de Zânbia – 1993 – 30 mortos

Não houve sobreviventes quando o avião DHC-5D Buffalo (registro AF-319) caiu sobre o oceano Atlântico a apenas 500 metros da costa litorânea do Gabão. O avião saiu de Lusaka e iria para Dakar, no Senegal, onde a seleção de Zâmbia disputaria eliminatórias da Copa do Mundo de 1994.

Um dos motores da aeronave apresentou problemas, mas o voo prosseguiu. Um incêndio do motor esquerdo fez o avião perder altitude. Um erro do piloto de manejar a luz de emergência, por cansaço, foi apontado depois pelas investigações.

Comentários
-- Jornal Nação --