Home Política Reforma tributária Inclue retorno da CPMF e mais imposto

Reforma tributária Inclue retorno da CPMF e mais  imposto
0

Reforma tributária Inclue retorno da CPMF e mais imposto

0

Governo incompetente e gastão só encontra no povo solução para rombo de sua própria irresponsabilidade

Em mais um capítulo das ‘Coisas que só acontecem no Brasil’, o texto-base com o qual o Palácio do Planalto trabalha para fazer a reforma tributária, preparado pelo deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), prevê a criação de um Imposto sobre Valor Agregado (IVA) nacional e a recriação da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), para financiar
o rombo da Previdência.
A politicagem do Brasil só encontra saída para solução dos rombos de suas próprias incompetências e gastanças desenfreadas arrancando o couro dos trabalhadores
brasileiros.
O deputado Hauly, no entanto, afirma não ser nada diferente do ‘normal’.
“A CPMF vai substituir o IOF [Imposto sobre Operação Financeira] porque o IOF é nocivo, ele atinge o crédito”, disse o deputado ao sair de uma primeira reunião sobre o tema no Palácio do Planalto. Questionado sobre o valor da alíquota, Hauly afirmou que seria “mínima, como era antigamente”. “O importante é o IVA, o imposto de renda. Ficaria do mesmo tamanho, não é nada assustador.”
Se for recriada com a mesma alíquota que tinha quando foi derrubada, de 0,38%, a CPMF poderá representar cerca de R$ 30 bilhões por ano. “Uma contribuição
de movimentação financeira para ajudar a arrecadação do INSS empregado-empregador, onde está o maior rombo do governo”, disse Hauly.

Igual ao PT
Essa é a mesma proposta que foi feita pelo governo de Dilma Rousseff ao tentar recriar a CPMF, em 2015, com a intenção de financiar a Previdência. A proposta foi bombardeada no Congresso Nacional pelo partido de Hauly e a oposição na época, com o apoio do então vice-presidente Michel Temer.

Governo e o Conselhão discutem
O governo começa a discutir a reforma -que Temer prefere chamar de “simplificação tributária” -em cima da proposta de Hauly. No entanto, há resistência em relação à criação da CPMF e ao IVA, apesar de esta ser também recomendação feita ao governo pelo Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social, o Conselhão.
“Estamos estudando propostas que existem, especialmente a do deputado Luiz Carlos Hauly. Mas a do relator não é a final, está sendo elaborada”, afirmou Gastão Toledo, assessor especial da Presidência escalado por Temer para coordenar a reforma tributária. “Não temos uma definição sobre a proposta que vai ser apoiada pelo governo.

O discurso é o mesmo, o intuito também; imposto provisório até que se acertem as contas do governo. O que os políticos deste país precisam entender, é que o povo não é mais o mesmo! CPMF, aqui não!

Comentários
-- Jornal Nação --