Home Política Poderosos chefões -Você conhece quem está à frente dos principais Poderes no Brasil?

Poderosos chefões -Você conhece quem está à frente dos principais Poderes no Brasil?
0

Poderosos chefões -Você conhece quem está à frente dos principais Poderes no Brasil?

0

Por
Alexandra Gomes

Todos sabem que o enfraquecimento, a manipulação, livre corrupção e a destruição de um povo advém de sua ignorância. E não saber quem está no comando dos Poderes proporciona aos corruptos uam facilitação para suas decisões tomadas a partir de seus
próprios interesses.
Portanto, para que você, amigo leitor, possa estar a par do que acontece no Brasil, conheça agora os ‘manda chuva’ que, sem sua intervenção, foram escolhidos para os cargos de comando. Essa democracia fajuta, fraca e violável que vive nossa imatura república precisa começar a mudar e depende de seu posicionamento.

Alerj
O deputado estadual Jorge Picciani (PMDB) foi eleito para a presidência da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Picciani foi reconduzido ao cargo com 64 votos a favor e seis contra. Não houve abstenção. Apenas o deputado Jair Bittencourt, de licença, não votou. Essa é a sexta vez que o atual presidente da Casa ocupará o cargo.
A chapa Unidade, de Picciani foi a única a disputar a eleição. Formam a chapa os vice-presidentes Wagner Montes, André Ceciliano, Jânio Mendes e Marcus Vinícius. Os secretários da chapa são os deputados Geraldo Pudim, Samuel Malafaia, Átila Nunes e Pedro Augusto. Os votos contrários a Picciani foram
da bancada do PSOL.

Câmara dos Deputados
Rodrigo Maia (DEM) articulou, conversou, convenceu e conseguiu manter-se como master na Câmara dos deputados. Candidaturas de última hora como a da deputada Luiza Erundina (PSOL) que oficializou um dia antes da votação sob apoio da bancada do PSOL, que tem seis deputados na Casa, não frustraram os planos de Maia em manter-se à frente da Casa. Os próximos dois anos serão sob seu comando.

Senado Federal
Eunício Oliveira (PMDB), aliado do presidente Michel Temer, entrou na disputa tido entre os senadores como o favorito. Eunício é citado em duas delações da Lava Jato. Ele é agropecuarista e empresário. Delatores da investigação comandada por Janot citaram o senador como um dos beneficiados pelo esquema de corrupção em que empreiteiras repassavam recursos
de propina a políticos e partidos.
Por 61 votos a 10, ele desbancou seu oponente José Medeiros que foi o único senador com coragem de oposição a Eunício Oliveira, mesmo sendo um novato na política.

STF
Quando falamos em ministro, pensamos em profissionais acima qualificados e pré dispostos a uma avaliação quase que irrepreensível. Um modelo de conduta para o país que serve.Pena que no Brasil apontar esses modelos é cada vez amis raro. Gilmar mendes atrasou questão urgente na área representativa do país ao pedir vista ais tempo para analisar o processo) e interrompeu o julgamento no Supremo Tribunal Federal que começou em novembro passado sobre a possibilidade de réus ocuparem cargos na linha sucessória da Presidência da República.
Em suma, parece que só o ministro tem dúvidas entre a decisão de permitir ou não que um acusado de corrupção, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha ou seja ainda qualquer mancha no currículo a ocupar ou não uma cadeira sucessória
à presidência da República.

Opinião

Todas essas escolhas independem do povo brasileiro. Estaremos, simplesmente sob o domínio das escolhas individuais e mancumunadas com aliados desses políticos que pouco ou nada oferecem em retribuição ao povo por seu voto.
E para que o país não se prostre em desesperança… vale lembrar que o início de um novo mandato no senado federal significa o fim do reinado de Renan Calheiros. Portanto, há o que comemorar!!!

Comentários