Home Política Pedro Paulo é exonerado da Prefeitura do Rio

Pedro Paulo é exonerado da Prefeitura do Rio

Pedro Paulo é exonerado da Prefeitura do Rio

0

O secretário municipal de Governo do Rio, Pedro Paulo Carvalho, foi exonerado do cargo nesta quarta-feira (16), conforme publicado no Diário Oficial do Município. Pedro Paulo volta para Brasília para reassumir o mandato de deputado federal pelo PMDB, para reforçar a bancada do governo Dilma e dar apoio a Leonardo Picciani, que foi destituído da liderança do partido na casa.

De acordo com a publicação no D.O., o prefeito exonerou Pedro Paulo do cargo a pedido do mesmo. No mês passado, o deputado foi alvo de um escândalo sobre uma nova agressão contra ex-mulher, Alexandra Marcondes.

De acordo com a assessoria da Prefeitura do Rio, é praxe parlamentares pedirem exoneração de seus cargos quando precisam reforçar a bancada de seus partidos para alguma votação importante. No lugar dele, assume o subsecretário David Pereira. A exoneração não tem prazo determinado.

A assessoria informa ainda que no serviço público existem dois tipos de exoneração: a pedido e a bem do serviço público. A primeira normalmente é pedida por questões políticas. A segunda se dá quando o servidor cometeu alguma falta grave e não pode mais assumir qualquer cargo público nem fazer concurso público. A assessoria informa ainda que Pedro Paulo Carvalho segue como pré-candidato à Prefeitura do Rio.
Um dos prováveis motivos da exoneração foi a coletiva dada por Pedro Paulo para responder as denúncias de agressões contra sua ex-mulher.

A primeira briga divulgada teria ocorrido em 2008 e foi revelada pelos sites da revista “Época” e Veja”. Em outubro, “Veja” já havia noticiado uma segunda briga de Pedro Paulo e Alexandra, em 2010, quando ainda eram casados. Segundo a publicação, que teve acesso ao laudo do exame de corpo de delito feito em Alexandra logo após a briga de 2010, a ex-mulher foi agarrada pelo pescoço, jogada contra a parede, no chão e machucada com chutes.

Pedro Paulo usou a entrevista coletiva para se defender: “Quem não tem uma briga, um descontrole, quem não exagera numa discussão? A gente às vezes exagera, fala coisas que não deve. Quem não tem essas discussões e perde o controle? A gente perde o controle e tem discussões”, disse o secretário, ao ser questionado sobre as agressões a ex-mulher.

Durante a coletiva no mês passado, Alexandra disse ainda que a vida dela e da filha do ex-casal foi abalada pelas revelações: “Eu não consigo sair da minha casa. Deixei de atender clientes, eu não durmo, não como. Nossa filha está imobilizada. Qualquer casal tem brigas. Quem estava entre 4 paredes era eu e ele. As pessoas erram e eu vim dar a cara a tapa. Nós erramos mas superamos isso e viramos essa página”.

Para Pedro Paulo, o episódio já estava superado. “Esse episódio está se transformando em muito maior. Tive demosntração de amizade dela e do marido dela, que está aqui. Tive deles essa gentileza de ajudar e essa disposição de me ajudar”, disse o secretário, acrescentando que ele e a ex são “um casal com acertos e erros, mas um casal normal”

Comentários