Home Economia O CURRÍCULO É SEU CARTÃO DE VISITA PESSOAL

O CURRÍCULO É SEU CARTÃO DE VISITA PESSOAL
0

O CURRÍCULO É SEU CARTÃO DE VISITA PESSOAL

0

Nesta época do ano, muitas vagas temporárias são disponivilizadas, por isso, é importante estar com o currículo impecável para não deixar escapar as oportunidades. É essencial montar um documento sério, formal e objetivo. O candidato deve adequar o currículo ao tipo de cargo que pretende ingressar e perfil de empresa que deseja enviar.

Dados pessoais
O início do currículo é sempre a apresentação. Nome completo, idade, estado civil, endereço (com o bairro), cidade, telefones para contato e e-mail (destacados). Não é preciso colocar informações mais detalhadas como CEP, hobbies e preferências pessoais.
Objetivo
Neste tópico é necessário precisão e clareza. O candidato precisa demonstrar seu interesse de trabalho e comprometimento com a empresa. É importante a formulação direta de uma linha objetiva.
Qualificações
Neste item, o profissional expõe suas habilidades, conhecimentos e experiências. É importante frisar seus conhecimentos positivos que tenha relação com a sua posição e a companhia. Ex: destaque em vendas pela empresa X no ano de 2016.
Formação acadêmica
Seja breve. Não é preciso colocar todas as instituições em que estudou ao longo da vida, apenas o último grau de escolaridade é suficiente.
Experiência profissional
Últimas três empresas onde trabalhou, data de emissão e demissão, cargo e responsabilidades que possuía. Caso não tenha experiência, cite trabalhos freelance ou acadêmicos.
Cursos complementares
Todos os cursos extracurriculares ou de curta duração e workshops podem ser informados. É importante mencionar o nome da instituição, mês e ano de início e término e carga horária.
Idiomas
É preciso ser honesto neste quesito, há empresas que realizam entrevistas no idioma requerido. A fluência pode ser categorizada como: básico, intermediário, avançado e fluente.

Itens que não devem ser informados ou apenas quando solicitado:
– Foto (Só deve ser enviada quando empregador solicitar); – Número de documentos; – Título “currículo vitae” ou “currículo”; – Informações negativas (Profissionais que não possuem algum tipo de conhecimento não devem colocar essa informação. A melhor opção é não informar nada); – Nome de pais, marido ou esposa e filhos; – Referências pessoais (Contatos de pessoas que podem falar sobre o profissional não devem ser indicados); – Motivo de saída de empregos anteriores; – Pretensão salarial; – Cartas de referência; Certificados de cursos realizados; – Data e assinatura.

Comentários