Home Saúde Novas descobertas podem ajudar no combate ao Mal de Parkinson
Novas descobertas podem ajudar  no combate ao Mal de Parkinson
0

Novas descobertas podem ajudar no combate ao Mal de Parkinson

0

Parkinson é uma doença neurológica, crônica e progressiva, resultante da degeneração das células situadas em uma região do cérebro conhecida como substância negra. Elas são responsáveis pela produção de dopamina, um neurotransmissor que, entre outras funções, controla os movimentos. A causa exata do desgaste destas células
do cérebro é desconhecida.

Sintomas
A doença de Parkinson é uma condição complexa que afeta as pessoas de formas diferentes. Mas os sintomas mais frequentemente associados à doença afetam o movimento, causando tremores, lentidão dos movimentos, rigidez muscular e alterações
na fala e na escrita, entre outros.

Diagnóstico
Não existem exames específicos para diagnosticar a doença de Parkinson. O diagnóstico é feito com base no histórico médico do paciente, avaliação de seus sinais e sintomas e exame neurológico e físico. Podem ser solicitados exames para descartar outras condições
que possam estar causando os sintomas.

Descoberta Israelense
Às vezes, a melhor solução está mais perto do que se pensa. Foi o que descobriram pesquisadores da Universidade de Tel Aviv ao pesquisar os benefícios de um suplemento alimentar disponível nas prateleiras de farmácias ou lojas de produtos naturais de todo o mundo na luta contra a demência, principalmente o mal de Parkinson. A princípio, a fosfatidilserina, um popular produto produzido a partir de carne, de ostras ou de soja, promete ajudar na perda de memória, principalmente no caso de idosos. Mas, ao que tudo indica, o composto é mais poderoso do que ele mesmo se propõe: pode melhorar o funcionamento de genes envolvidos
em doenças cerebrais degenerativas.
Testes de laboratório mostraram que a fosfatidilserina é capaz de passar pela barreira entre o sangue e o cérebro. Que o suplemento seja capaz de melhorar as condições do cérebro e reforçar a agilidade mental, mesmo quando administrado por via oral, é um achado significativo.

 

Alimentos

Fosfatidilserina
Um popular produto produzido a partir de carne, de ostras ou de soja, promete ajudar na perda de memória, principalmente no caso de idosos. Mas, ao que tudo indica, o composto é mais poderoso do que ele mesmo se propõe: pode melhorar o funcionamento de genes envolvidos em doenças cerebrais degenerativas

Canela
Um estudo do Centro Médico da Universidade Rush, em Chicago, nos Estados Unidos, indica que o consumo de canela pode retardar o avanço do mal de Parkinson. A canela é capaz de retardar as mudanças celulares, bioquímicas
e anatômicas no cérebro

Frutas Vermelhas
No estudo de subclasses de flavonoides, descobriu-se que o consumo regular de antocianinas presente em frutas como morango, amora, mirtilo, uva e ameixa está associado a um risco menor de Mal de Parkinson em homens e mulheres

Vitamina B2
Doses elevadas de vitamina B2 (riboflavina) ajudam a reverter o mal de Parkinson, revela um estudo da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) . De acordo com a pesquisa, os pacientes de Parkinson que fizeram uma dieta à base de vitamina B2 sem carne vermelha recuperaram em média 18% de suas funções motoras no primeiro mês, 39% no segundo e 62% no terceiro mês de tratamento. As doses de B2 em excesso podem causar efeitos colaterais. Apenas o médico pode indicar as doses individualizadas para cada paciente

LEAVE YOUR COMMENT

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *