Home Nação NOSSA RORAIMA SERÁ VENEZUELANA?

NOSSA RORAIMA SERÁ VENEZUELANA?
0

NOSSA RORAIMA SERÁ VENEZUELANA?

0

Migração em massa coincidente com crise na Venezuela, aumentou em 22.000% pedidos de refúgio
A capital do Estado de Roraima, com menos de 300 mil habitantes, teve sua tranquilidade abalada. A espaçosa Boa Vista, onde quase não existem edifícios altos, é a primeira cidade grande que se encontra depois de cruzar a fronteira entre Venezuela e Brasil,
a cerca de 200 quilômetros.
A chegada de estrangeiros provocou reclamações entre a população local e sobrecarregou os serviços de saúde, levando a governadora, Suely Campos, a decretar, em dezembro passado, um estado de emergência – que está em vigor até hoje.
O refúgio é uma proteção legal para estrangeiros que sofrem perseguição em seu país por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opiniões políticas, ou ainda, que estejam sujeitos à grave e generalizada violação de direitos
humanos.
Nos relatos deles, a crise econômica e a consequente falta de comida na Venezuela são fatores comuns.
De portas escancaradas
A fronteira é guardada por dois únicos agentes da Polícia Federal que atendem centenas de pessoas ao mesmo tempo, diariamente. Entre elas, alguns brasileiros, poucos turistas
e a maioria de venezuelanos.
O número de venezuelanos que solicitaram refúgio em Roraima cresceu 22.122% nos últimos três anos, revelam dados divulgados pela PF no estado. Só no ano de 2016, mais de 2 mil venezuelanos foram à sede da PF em Boa Vista para pedir a condição de refúgio.
O aumento no número de pedidos coincide com o agravamento da crise econômica no país de Nicolás Maduro.
Neste ano, o índice de solicitações ainda deve dobrar: até março a PF já tinha agendado 4 mil atendimentos de pedidos de refúgio até outubro. A polícia diz que quase 100% desses agendamentos foram feitos a venezuelanos.
A fronteira entre Brasil e Venezuela fica no Norte de Roraima e o tráfego entre os dois países é praticamente livre. No final do ano passado, no entanto, o acesso foi fechado por ordem de Maduro no intuito de combater as máfias que fazem contrabando de bolívares.
Com o bloqueio da estrada que liga os dois países, centenas de pessoas estavam cruzando a fronteira a pé de forma clandestina, tanto para comprar comida, quanto para fugir. A fronteira foi reaberta em janeiro deste ano.
OPINIÃO
O NAÇÃO BRASIL abordou em capa de sua edição nº 12 o perigo da imigração onde “No meio dos feridos, sempre há perigo”. Essa entrada indiscriminada de venezuelanos em nosso país, ou qualquer outra nacionalidade países afora é oportunidade para instalação de crise em economias estáveis e ampliação dela em países desestabilizados. O Brasil está frágil economicamente e sempre foi frágil sob o aspecto da segurança de seus nativos.
Entendemos a necessidade de ajudar aos vizinhos, mas nossos brasileiros estão na fila por socorro há anos e merecem prioridade e respeito.

Comentários