Home Brasil MAIA COMPROVA QUE VIDA DE POLÍTICA É BANCADA POR BRASILEIRO QUE TERÁ DE TRABALHAR ATÉ MORRER

MAIA COMPROVA QUE VIDA DE POLÍTICA É BANCADA POR BRASILEIRO QUE TERÁ DE TRABALHAR ATÉ MORRER
0

MAIA COMPROVA QUE VIDA DE POLÍTICA É BANCADA POR BRASILEIRO QUE TERÁ DE TRABALHAR ATÉ MORRER

0

Presidente da Câmara defendeu Previdência esquecendo que expectativa de vida é 72 anos

 

A visão de sugar do trabalhador brasileiro para proporcionar a si e seus comparsas o ápice das mordomias estão tão entranhada no entendimento dos políticos no Brasil que sua capacidade de discernimento foi totalmente corroída pela corrupção.

Prova disso é a afirmativa que o presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) onde alegou que aposentadoria após os 80 anos de idade é totalmente aceitável segundo seus próprios parâmetros e critérios.

“Eu sou a favor de uma regra de transição mais curta. Todos nós temos uma expectativa de vida maior. Nós temos que entender que trabalhar até 62 anos sem transição não é problema nenhum. Todo mundo consegue trabalhar hoje até 80, 75 anos”, disse.

Sem nenhuma informação sobre a expectativa de vida dos brasileiros que atualmente está na média de 72 anos, Maia não precisa de nenhum embasamento amostral para afirmar tal ofensa.
A sua aposentadoria está garantida. Os brasileiros trabalham para pagar suas mordomias enquanto parlamentar e pós fim de mandato quando decidir não mais estar sob os holofotes do poder.
Deputado se aposenta depois de apenas dois anos de mandato
Um deputado pode se aposentar a partir de apenas um ano de exercício do cargo, desde que faça averbações de outros mandatos ou contribuições ao INSS.

A princípio, a reforma apresentada pelo governo Temer, aproveitada pela equipe de Bolsonaro determina que políticos federais sejam incluídos definitivamente no regime geral de previdência. Entretanto, eles terão regras de transição diferenciadas, a serem definidas em outra lei. Já parlamentares estaduais e municipais dependem das mudanças nas regulamentações locais.

Comentários
-- Jornal Nação --