Home Economia Levy defende reforma fiscal para que o Brasil volte a crescer

Levy defende reforma fiscal para que o Brasil volte a crescer

Levy defende reforma fiscal para que o Brasil volte a crescer

0

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, defendeu hoje (5) a reforma fiscal proposta pelo governo e reafirmou apoio à presidenta Dilma Rousseff pelo custo político que tem assumido em consequência dos ajustes econômicos. “O ajuste fiscal é ferramenta indispensável para o Brasil voltar a crescer”, disse.

“O Brasil precisa de reformas rápidas, mas que não procurem conter populismos fáceis ou ilusões débeis”, alertou, ao participar do seminário Novo Ciclo do Cooperativismo de Crédito no Brasil, promovido pelo Banco Central, em Brasília.

“O governo e a presidenta – acrescentou –  assumiram a responsabilidade e o custo da popularidade de fazer o que é necessário para o Brasil retomar o crescimento”. Levy destacou, entre as mudanças em andamento, o projeto para melhorar a logística do país e os ajustes necessários a serem feitos nos benefícios previdenciários.

Segundo Levy, a presidenta Dilma assume esse custo de adoção das medidas “sem temor”. E disse: “[A presidenta Dilma] sabe que [o custo] é importante [porque significa] assumir a responsabilidade [decorrente] da eleição pelo voto popular”.

De acordo com o ministro da Fazenda, a responsabilidade envolve o compromisso “de tomar as medidas necessárias mesmo que não antevistas”.

“Temos que ter essa capacidade de responder [à crise]”, destacou.

Levy disse que o “ajuste fiscal não provocou a desaceleração da economia: a desaceleração vinha de algum tempo, inclusive os economistas [acreditam] que recessão do Brasil vem de 2014”.

Comentários
-- Jornal Nação --