Home Sociedade JURISTAS EVANGÉLICOS VÃO AO STF DEFENDER POLÍTICA CONTRA IDEOLOGIA DE GÊNERO

JURISTAS EVANGÉLICOS VÃO AO STF DEFENDER POLÍTICA CONTRA IDEOLOGIA DE GÊNERO
0

JURISTAS EVANGÉLICOS VÃO AO STF DEFENDER POLÍTICA CONTRA IDEOLOGIA DE GÊNERO

0

Enquanto muitos evangélicos, infelizmente, ainda acreditam que politica e religião não se misturam, juristas cristãos seguem defendendo os princípios conservadores através das leis.
Contra a propagação e normatização da distorção da essência humana, a Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure) vai ao Supremo Tribunal Federal (STF) para defender a política externa do Itamaraty sobre ideologia de gênero.

O governo Bolsonaro instruiu diplomatas sobre como lidar com a questão, vetando os termos ligado a “gênero” nas negociações internacionais.

A questão está tão impregnada que o governo Bolsonaro, para negociações internacionais instruiu seus diplomatas para lidarem com a questão, vetando terminantemente os termos ligado ‘a gênero’.

Infiltrando-se na tentativa de impor as questões de gênero no Brasil, a Associação Brasileira LGBT entrou com um pedido no STF para ter acesso aos documentos que instruem os diplomatas brasileiros. Em contrapartida,a os magistrados da Anajure defendem a autonomia do ministro Ernesto Araújo.

No lugar do uso do termo “igualmente de gênero”, o Itamaraty orientou que seus quadros falem em “igualdade entre homens e mulheres” e que esclareça que, para o governo brasileiro, sexo é feminino e masculino.

Para a associação LGBT o posicionamento viola direitos básicos e previstos pelo STF.

O ministro Gilmar Mendes acatou o pedido da entidade e solicitou que o Itamaraty apresente os documentos internos e justifique seu posicionamento.

Comentários
-- Jornal Nação --