Home Política Homem da mala, Rocha Loures, se preocupa com a careca

Homem da mala, Rocha Loures,  se preocupa com a careca
0

Homem da mala, Rocha Loures, se preocupa com a careca

0

Filmado transportando uma mala com R$ 500 mil – dinheiro de propina, segundo delatores – em São Paulo, o ex-deputado e homem do governo para assuntos de cunho criminoso, Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) está preocupado
com a cabeleira.

Sua defesa pediu ao ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, para que o ex-deputado e ex-assessor do presidente Michel Temer passe por audiência de custódia (audiência com juiz que analisa se há necessidade da manutenção da prisão após flagrante) antes de eventual transferência para o presídio.

Integridade física
No mesmo pedido, os advogados solicitaram que Rocha Loures tenha assegurado o direito de não ter a cabeça raspada caso seja transferido para o presídio, “como fizeram no Rio de Janeiro com Eike Batista” diz o texto do pedido. A referência é ao empresário que teve a cabeça raspada ao ser transferido em janeiro para um presídio, no Rio de Janeiro. Em abril, após decisão do ministro Gilmar Mendes, Eike Batista deixou o presídio e foi para prisão domiciliar.
Em meio aos últimos acontecimentos, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot terá de manifestar-se sobre o pedido peculiar.

Careca é desumanidade, roubar não?
O texto da defesa afirma que Loures não quer passar por ‘tratamento desumano e cruel’ e pediu urgência para o Supremo assegure sua integridade e que ele não seja submetido ao que viveu
Eike Batista.

Imposições descabidas como essa nos dão a certeza que o senso ético e moral de algumas pessoas passaram do estágio de distorção para a inexistência.

Cumprir protocolo de presidiário é considerado cruel por quem, de forma nada amável, enriqueceu às custas da crise de toda uma nação?
Essa faxina no Brasil ainda nos deve muitos ratos que teimam em se esconder por baixo dos tapetes de empreiteiras, empresas, partidos políticos, sindicatos, cartórios,
secretarias, etc…

Comentários