Home Economia FUNÇÃO DE COBRADOR PODE VOLTAR AOS ÔNIBUS MUNICIPAIS DO RIO

FUNÇÃO DE COBRADOR PODE VOLTAR AOS ÔNIBUS MUNICIPAIS DO RIO
0

FUNÇÃO DE COBRADOR PODE VOLTAR AOS ÔNIBUS MUNICIPAIS DO RIO

0

Em mais uma disputa entre prefeitura e as empresa de ônibus no município, usuários e principalmente, os desempregados podem comemorar uma grande vitória.
É que está nas mãos do prefeito do Rio, Marcelo Crivella sancionar ou não a proposta aprovada pela Câmara dos vereadores que proíbe a dupla função entre os motoristas.
O projeto de lei 1.298-A/2007 que proíbe o acúmulo da dupla função de motorista e cobrador nos ônibus das linhas municipais foi aprovada por 40 votos a favor da proposta e um contra. Caberá o prefeito Marcelo Crivella (PRB) sancionar ou não o projeto.

Autoria do projeto
O texto é de autoria dos vereadores Reimont (PT) e Marcelo Arar (PTB) e do ex-vereador Eduardão. Além dos ônibus, a proibição da dupla função será aplicada ainda aos micro-ônibus utilizados como transporte coletivo e assegura o retorno dos cobradores aos veículos.
Um levantamento realizado pelos autores do projeto de lei afirma que pelo menos cinco mil empregos serão gerados na cidade.
“Na atual crise ficanceira, a medida vai reinserir milhares de profissionais no mercado de trabalho”, ressaltou Marcelo Arar.

Rio ônibus: retrocesso
Abaixo, a íntegra da nota da Rio Ônibus, entidade que representa as empresas que ônibus:
“O Rio Ônibus considera mais um retrocesso a decisão da Câmara Municipal do Rio de Janeiro sobre a volta dos cobradores aos ônibus da capital, indo contra o movimento da sociedade por transparência.
A medida ignora que todos os ônibus do Rio têm bilhetagem eletrônica (a exemplo de outras grandes cidades do mundo) e que o Supremo Tribunal Federal (STF) já ratificou decisão do Tribunal Superior do Trabalho (TST) considerando as funções de motorista e cobrador compatíveis entre si.
Neste momento de crise econômica no sistema municipal de ônibus, em decorrência da defasagem na tarifa, o Rio Ônibus está preocupado em preservar o emprego dos 40 mil trabalhadores do setor.
Atualmente, mais de 70% das transações nos ônibus municipais são feitas com cartões RioCard e a cobrança da passagem pelo motorista só acontece nas linhas com pelo menos 70% dos pagamentos feitos eletronicamente, conforme autorização da Secretaria Municipal de Transportes.

A bilhetagem eletrônica é mais prática para o passageiro, agiliza o embarque, ajuda a combater fraudes no uso de benefícios e reduz a circulação de dinheiro em espécie nos ônibus.
Além disso, são os dados de bilhetagem eletrônica, enviados periodicamente à SMTR, que informam o número de usuários do sistema municipal de ônibus”.

Opinião
A resenha da nota da Rio ônibus é a seguinte conclusão: os empresários multimilionários no setor de transportes púbicos no Rio de Janeiro estão revoltados porque seus lucros estratosféricos vão começar a cair.
Depois de décadas faturando sem investir na melhoria da frota, benefícios aos funcionários e serviço para os usuários, instalar ar-condicionado e contratar pessoal nunca esteve nos planos.
E eles estão à espera de novos corruptos para retomada dos esquemas onde sempre saíam vitoriosos.

Comentários