Home Nação FAMÍLIA DE HOMEM QUE MORREU DURANTE SEXO CASUAL EM VIAGEM DE TRABALHO SERÁ INDENIZADA POR EMPREGADOR

FAMÍLIA DE HOMEM QUE MORREU DURANTE SEXO CASUAL EM VIAGEM DE TRABALHO SERÁ INDENIZADA POR EMPREGADOR
0

FAMÍLIA DE HOMEM QUE MORREU DURANTE SEXO CASUAL EM VIAGEM DE TRABALHO SERÁ INDENIZADA POR EMPREGADOR

0

E quando achamos que a relação trabalhista no Brasil é injusta para os empregadores, encontramos absurdos sem precedentes em outros lugares do mundo.

A justiça francesa decidiu que a família de um funcionário que morreu durante o ato sexual com uma mulher que conheceu em uma viagem a trabalho deve ser indenizada pela empresa pelo fato de o encontro sexual ser ‘um ato de vida normal, assim como tomar banho ou se alimentar’.

O homem, que era casado, morreu de infarto fulminante. A empresa onde o engenheiro trabalhava foi considerada financeiramente responsável e deve arcar com 80% do salario até a data em que o ex-funcionário se aposentadoria e depois deste período uma pensão vitalícia que não teve o valor divulgado.

A defesa do empregador recorreu da decisão alegando que o ato sexual ocorreu por volta das duas da madrugada, seguindo o horário de óbito e por isso não cumpria com as obrigações trabalhistas no momento do infarto.

Os juízes do tribunal de apelação fizeram um relatório e decidiram que o homem estava em missão pela empresa e que, assim, ‘teria proteção do empregador durante este período’. Sendo assim, a  Justiça entendeu que a morte do funcionário tratou-se de um acidente de trabalho.

Essa discrepância nos faz pensar que o ex-funcionário fanfarrão e adúltero seria parente de algum dos juízes da Corte…

As informações são do jornal The Times de Londres.

Comentários
-- Jornal Nação --