Home Educação Educadores defendem menos conteúdo e mais qualidade no ensino básico

Educadores defendem menos conteúdo e mais qualidade no ensino básico

Educadores defendem menos conteúdo e mais qualidade no ensino básico

0

Educadores debateram em sessão especial do Fórum Nacional do Instituto de Altos Estudos (Inae), a qualidade do ensino básico aplicado nas escolas do país. O tema foi abordado no painel “Transformar a educação, para que a educação transforme o Brasil”. Diminuir a quantidade de conteúdo obrigatório para o ensino fundamental e médio e garantir que todos os alunos adquiram as habilidades básicas foi uma das sugestões feitas por professores como um dos meios para melhorar a educação no Brasil.
O principal ponto da educação, para as autoridades presentes na sessão, como o ministro da Educação Renato Janine e o senador Cristovam Buarque, é o ensino médio, um modelo criado a 70 anos e voltado para o ingresso na faculdade. Professores afirmam que deve-se acabar com o “enciclopedismo de matérias que os alunos têm que passar correndo e não levam a nada”.
Para o senador Cristovam Buarque, é necessário uma reforma total no sistema educacional brasileiro, deve incluir o horário integral e a escolha de disciplinas pelo próprio aluno. “O aluno quer aprender violão, tem que ter espaço para ele, tem que ir atrás do gosto do aluno. Agora, tem que ter um núcleo central, todos têm que ter: história, geografia, noções de matemática, português. Mas a partir daí, química, deixa para alguns, não precisa todos saberem química. Então, não diminui o número de disciplinas, diminui o número de disciplinas obrigatórias e aumenta as que o aluno escolhe”.

Comentários