Home Educação Educação Religiosa em pauta nas escolas públicas divide opiniões

Educação Religiosa em pauta nas escolas públicas divide opiniões

Educação Religiosa em pauta nas escolas públicas divide opiniões

0

Uma audiência pública realizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a oferta do ensino religioso nas escolas públicas dividiu as opiniões de diversos líderes religiosos, colocando-os em lados opostos.

Durante o debate, houve quem defendesse o modelo confessional, que está ligado a uma religião específica e geralmente é ministrado por alguém que professe aquela fé; e outros  são adeptos de um formato não confessional, de modo que os estudos sejam mais fundamentados em conteúdos históricos e filosóficos; não excluindo as demais crenças.

Segundo a LDB, as aulas de religião em escolas públicas são permitidas desde que não sejam obrigatórias para os alunos e a instituição assegure o direito à diversidade dos credos.

São muitos os empecilhos para que seja cumprido aquilo que é legalmente determinado por lei. A começar pela aplicação do proselitismo, isto é, o ato de tentar impor um dogma ou converter alguém; uma prática recorrente em âmbito escolar onde a modalidade confessional encontra-se implantada. As consequências podem ser medidas em intolerância religiosa, preconceito, divisão e exclusão de credos.

Comentários