Home Política DIREITOS HUMANOS DA ALERJ DENUNCIA WITZEL POR PROJETO CONTRA BANDIDOS

DIREITOS HUMANOS DA ALERJ DENUNCIA WITZEL POR PROJETO CONTRA BANDIDOS
0

DIREITOS HUMANOS DA ALERJ DENUNCIA WITZEL POR PROJETO CONTRA BANDIDOS

0

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) denunciou, nessa segunda-feira, o governador Wilson Witzel (PSC) à Organização dos Estados Americanos (OEA) por causa da sua política para a área de segurança pública. De acordo com a Alerj, a denúncia informa que, desde sua campanha eleitoral, no ano passado, Witzel vem dizendo que é preciso usar atiradores de elite para “abater” criminosos.
De acordo com a Presidência da Comissão de Direitos Humanos, esta política tem como base “crimes contra a humanidade, pena de morte e tortura”, o que contraria a Constituição Federal.
O documento questiona um sobrevoo que o governador fez, em um helicóptero da polícia fluminense, a comunidades de Angra dos Reis, na Região da Costa Verde. Em um vídeo divulgado pelo próprio governador, ele disse que o objetivo da operação naquela área era colocar fim à bandidagem no município.
“Estou, neste momento, sobrevoando uma das áreas mais perigosas de Angra dos Reis, onde iniciamos uma operação da equipe do CORE. Ao meu lado, estão o prefeito Fernando Jordão e o secretário estadual de Polícia Civil, Marcus Vinícius.
A denúncia ainda enumera operações policiais que resultaram em mortes, como uma ação realizada na comunidade do Fallet/Fogueteiro que terminou com 13 mortos, em fevereiro deste ano.
Através de nota, o governo do estado informou que não recebeu nenhuma notificação da OEA e que sua política de segurança é baseada em inteligência, investigação e aparelhamento das polícias Civil e Militar.

Comentários
-- Jornal Nação --