Home Economia Dinheiro está nas mãos de poucos no Brasil

Dinheiro está nas mãos de poucos no Brasil
0

Dinheiro está nas mãos de poucos no Brasil

0

As declarações de Imposto de Renda de pessoas físicas entregues em 2015 (ano-calendário 2014) comprovaram que antes do país entrar em período de recessão econômica, houve um ligeiro aumento da concentração de renda e riqueza no topo da pirâmide social brasileira.
O número de contribuintes com renda mensal superior a 160 salários mínimos subiu de 71.440 em 2013 para 74.611 em 2014.
Trata-se da primeira alta em 3 anos e o maior número desde 2011, quando o topo da pirâmide reuniu 80.930 brasileiros.
O salário mínimo nacional em 2016 é de R$ 880 e em 2014 era de R$ 724. A renda mensal da população no topo da pirâmide supera
o equivalente a R$ 140 mil.
Pela primeira vez, o Fisco divulgou também a quantidade de contribuintes distribuídos no “topo do topo” da pirâmide. Em 2014, eram 13.552 com renda mensal entre 240 e 320 salários mínimos (acima de R$ 211 mil) e 28.433 com rendimentos de acima de 320 salários mínimos por mês (acima
de R$ 281 mil).
Esta elite de 74.611 brasileiros corresponde a menos de 0,3% dos mais de 27,5 milhões de declarantes do IR 2014 e concentrou, em 2014, 15% da renda total e 22,7% da riqueza em bens e direitos declaradas à Receita, totalizando rendimentos de R$ 360,9 bilhões e patrimônio
de R$ 1,47 trilhão.

 

 

Comentários
-- Jornal Nação --