Home Política DESVENDANDO A FORTUNA DA QUADRILHA DE AÉCIO

DESVENDANDO A FORTUNA DA QUADRILHA DE AÉCIO
0

DESVENDANDO A FORTUNA DA QUADRILHA DE AÉCIO

0

Toda movimentação financeira e fiscal do senador Aécio Neves (PSB-MG) será exposta à Justiça a pedido do ministro do Supremo Tribunal Federal marco Aurélio Mello. A quebra do sigilo abrange o período de 1º de janeiro de 2014 a maio de 2017.

Na decisão, o ministro determina as quebras de sigilo também da irmã de Aécio, Andrea Neves, do primo do senador, Frederico Pacheco de Medeiros, e de Mendherson Souza, ex assessor do senador Zezé Perrella (PMDB-MG).

Andrea, Frederico e Mendherson são investigados junto com Aécio por suposta prática de corrupção, organização criminosa e embaraço às investigações da Lava Jato. Eles já foram denunciados. Mello é o relator do caso no STF.

Ministro soltou irmã, primo e ex-assessor
O mesmo ministro que determinou quebra de sigilo de Aécio, Marco AurélioMello afastou as medidas cautelares impostas a Andrea Neves, irmã do senador. Ela estava em prisão domiciliar usando tornozeleira eletrônica.

Também foram beneficiados pela decisão o ex-assessor parlamentar do senador Zezé Perrella (PMDB-MG) Mendherson Souza Lima e Frederico Pacheco de Medeiros, primo de Aécio.

Andrea, Mendherson e Frederico foram denunciados por corrupção passiva em junho ao lado de Aécio Neves. Ao senador também foi imputado o crime de obstrução de justiça.

A 1ª Turma do STF decidiu substituir as prisões preventivas de Mendherson, Frederico e Andrea em 20 de junho. Impôs aos 3 a prisão domiciliar, a proibição de deixar o país, o monitoramento eletrônico e a proibição de manter contato com os demais investigados. Estas são as medidas agora afastadas pelos ministro Marco Aurélio.

Comentários