Home Política DEPUTADOS FATIAM REFORMA, RETIRAM PONTOS CRUCIAIS E ADIAM RETOMADA DO CRESCIMENTO

DEPUTADOS FATIAM REFORMA, RETIRAM PONTOS CRUCIAIS E ADIAM RETOMADA DO CRESCIMENTO
0

DEPUTADOS FATIAM REFORMA, RETIRAM PONTOS CRUCIAIS E ADIAM RETOMADA DO CRESCIMENTO

0

Paulo Guedes prevê nova Reforma nos próximos seis anos

Ingenuidade nossa pensar que depois de terem de se enquadrar em valor de aposentadoria igual aos demais mortais eles não se vingariam do país…

E a velha política mostra que suas garras continuam entranhadas contra o crescimento e desenvolvimento do país.
Prova disso são todas as modificações ocorridas na urgente e necessária Reforma da Previdência que é, sem dúvida, o ponto zero para um novo momento econômico do Brasil -.
Lamentando a oposição irracional da maioria dos deputados, o ministro da Economia, Paulo Guedes, criticou na sexta-feira (14) as mudanças propostas pelo relator do projeto de reforma da Previdência na Câmara dos Deputados e atribuiu as modificações à “pressões corporativas” e ao “lobby de servidores do Legislativo”.
“Eu acho que houve um recuo que pode abortar a nova Previdência. O recuo é que pelo menos pressões corporativas e de servidores do Legislativo forçaram o relator a abrir de R$ 30 bi para os servidores do Legislativo que já são favorecidos no sistema normal, então recuaram na regra de transição. E como isso ia ficar feio, recuar só nos servidores, estenderam também para o regime geral”, disse o ministro.

Relator retira os pontos cruciais
Em briga de comadres a atitude seria tida como uma implicância sem sentido. Mas como se trata de politicagem, assistir ao relator da proposta na Câmara, Samuel Moreira (PSDB-SP) apresentar seu parecer à Comissão Especial da casa com economia menor que a prevista pelo governo, retirando alguns dos principais pontos do texto entregue pelo governo como mudanças na aposentadoria rural e no Benefício de Prestação Continuada (BPC) é, ter a certeza de que os sanguessugas da nação fazem pouco caso de um estudo bem elaborado, formalizado por especialistas apenas para seu próprio contentamento. Além disso, ficaram de fora do relatório o regime de capitalização proposto pelo governo, além dos estados e os municípios.
“Eu esperava que cortassem o BPC e o Rural, daí ficava R$ 1 trilhão [de economia no orçamento em dez anos]. Porque com R$ 1 trilhão, eu alertei varias vezes, nós conseguimos lançar a nova Previdência, que é o compromisso com as futuras gerações. Mas aí, na verdade, cortaram R$ 350 bilhões [da proposta original]”, enfatizou o ministro.

Guedes não comentou todas as alterações feitas na proposta, mas destacou que “preferimos que estados e municípios fossem incluídos, isso é importante porque eles estão fragilizados financeiramente”. Destacou, no entanto, que considera a atitude dos parlamentares contrária à estruturação de uma reforma.

Comentários
-- Jornal Nação --