Home Esporte Cristiano Ronaldo recebe pela quarta vez a Bola de Ouro da France Football

Cristiano Ronaldo recebe pela quarta vez a Bola de Ouro da France Football
0

Cristiano Ronaldo recebe pela quarta vez a Bola de Ouro da France Football

0

Cristiano Ronaldo confirmou o favoritismo e faturou nesta segunda-feira a Bola de Ouro, prêmio de melhor jogador do ano, que volta a ser concedido somente pela revista France Football, após o fim da parceria com a Fifa. O atacante português conquistou a premiação pela quarta vez na carreira após brilhar tanto com a camisa do Real Madrid quanto com a da seleção de Portugal em 2016. Agora o atleta do Real Madrid está a apenas uma conquista de Lionel Messi, dono de cinco Bolas de Ouro.

O jogador foi o grande líder da sua seleção na conquista da Eurocopa, em julho, na França. Foi o maior título da história do time português. Cristiano Ronaldo teve desempenho decisivo ao longo de toda a campanha, ainda que tenha ficado de fora da grande final, por problema físico.
Pelo Real Madrid, ele comandou a equipe em mais uma conquista da Liga dos Campeões. Com o 11º título do time espanhol na tradicional competição, Cristiano Ronaldo se sagrou campeão europeu por duas vezes no mesmo ano, e em menos de dois meses, levando em conta o troféu continental por seleções, na Euro. “Foi o melhor ano de minha carreira, tanto em nível coletivo quanto no individual”, celebrou o atacante.
jogador já tinha três Bolas de Ouro na carreira, antes de brilhar ao longo de 2016. A primeira foi obtida em 2008, quando ainda vestia a camisa do Manchester United. Na época, o prêmio era apenas concedido pela revista France Football. Também faturou a premiação em 2013 e 2014, quando o prêmio já era entregue em parceria pela revista e pela Fifa.

O acordo entre a publicação e a entidade máxima do futebol teve início em 2010 e durou até 2015. Em seu “retorno às origens”, neste ano, a premiação volta a ser decidida somente por um grupo de jornalistas escolhidos pela própria revista, sem a participação de técnicos e capitães das seleções nacionais, como acontecia ao longo da parceria com a Fifa.

Comentários
-- Jornal Nação --