Home Mundo CRIANÇAS CONSIDERADAS ‘BRUXAS’ SOFREM MAUS TRATOS NA ÁFRICA

CRIANÇAS CONSIDERADAS ‘BRUXAS’ SOFREM MAUS TRATOS NA ÁFRICA
0

CRIANÇAS CONSIDERADAS ‘BRUXAS’ SOFREM MAUS TRATOS NA ÁFRICA

0

Por conta da ignorância religiosa que ainda existe em diversos países, crianças no continente Africano estão sofrendo por serem consideradas “bruxas”. Os motivos para essa classificação não são convincentes, mas trata-se de uma crença já instalada na África.

Normalmente, as crianças são ‘culpadas’ por pessoas próximas que ficaram doentes, ou nasceram com alguma anomalia. Uma menina de 15 anos, que não pode ser identificada, foi classificada como bruxa por seu próprio pai, após seu primo ter um ataque epilético. “A mulher de meu tio disse que eu era responsável pela doença do garoto, pois ela nunca tinha visto algo parecido”, afirmou. Com isso, ganhou o título e foi maltratada até ser expulsa de casa.

Além de serem postas para fora de casa, as crianças muitas vezes são torturadas para que confessem seus ‘poderes sobrenaturais’. De acordo com a ONG britânica Safe Child Africa, aproximadamente 80% das crianças e adolescentes acusados de bruxaria são expulsos ou fogem de casa.

Boa ação
Uma dinamarquesa decidiu abandonar tudo para cuidar desses menores. A vila Land of Hope, na Nigéria, abriga 46 crianças acusadas de bruxaria. O trabalho é financiado por doações. “Os melhores momentos são quando percebo a transformação. De abandonados, excluídos e medrosos, eles se tornam bons alunos, cheios de autoestima e com propósito de vida. Testemunhar isso é um milagre. Milagre que só acontece quando você dá tanta energia a seus sonhos quanto aos seus medos”, disse Anja Lovén, responsável pelo projeto.

Comentários