Home Política ‘CONSERVADORES’ DO PSL RECEBERAM AULA DE COMUNISTAS PARA APRENDER COMO MONITORAR OS BRASILEIROS

‘CONSERVADORES’ DO PSL RECEBERAM AULA DE COMUNISTAS PARA APRENDER COMO MONITORAR OS BRASILEIROS
0

‘CONSERVADORES’ DO PSL RECEBERAM AULA DE COMUNISTAS PARA APRENDER COMO MONITORAR OS BRASILEIROS

0

O presidente Jair Bolsonaro ficou “surpreso” com a viagem de deputados de seu partido ao país comunista

 

Por Julio Severo

Deputados federais e senadores do partido do Presidente Jair Bolsonaro foram convidados pelo governo comunista chinês, que está pagando todas as despesas da viagem, para conhecer de perto o sistema de reconhecimento facial.

Um dos objetivos da viagem é a bancada do PSL (Partido Social Liberal) conhecer o quartel-general comunista de onde é operado o sistema chinês de monitoração dos cidadãos chineses e também empresas comunistas que dominam essa tecnologia. A ideia do PSL é conseguir uma parceria com os comunistas chineses e trazer essa tecnologia para o Brasil.
“Os chineses estão muito à nossa frente na questão da segurança pública, e como representante do estado do Rio de Janeiro essa tecnologia toda muito me interessa,” afirmou o deputado Felício Laterça antes de embarcar junto com uma comitiva de 12 parlamentares rumo à China.

Comitiva do partido de Bolsonaro que viajou para a China
Participam da viagem a senadora eleita Soraya Thronicke, os deputados eleitos Carla Zambelli, Daniel Silveira, Tio Trutis, Felício Laterça, Bibo Nunes, Charlles Evangelista, Marcelo Freitas, Sargento Gurgel e Aline Sleutjes e a deputada estadual Delegada Sheila.

Controle político e religioso
O Partido Comunista da China usa o sistema de monitoração para manter amplo controle social, político e religioso sobre seus cidadãos, ao vigiá-los sem que percebam ou tenham feito algo de errado. Embora o governo comunista chinês diga que só usa esse sistema contra criminosos, cristãos e dissidentes políticos são rotineiramente punidos e presos.
A China comunista tem em uso o maior e mais moderno sistema de vigilância do mundo, que usa o reconhecimento facial para identificar os cidadãos — e, desta maneira, prender criminosos e suspeitos. Os equipamentos conseguem reconhecer o rosto das pessoas, permitindo identificar seu sexo e idade, inclusive informações como o carro que o cidadão utiliza, suas rotas mais frequentes, a seus parentes e às pessoas com quem ele entra em contato, dados do fisco, profissionais e outros.

Igual ao Brasil
Deputados federais e senadores da bancada do PSL no Congresso Nacional vão apresentar um PL que obriga a implantação de tecnologia de reconhecimento facial em locais públicos para auxiliar as forças de segurança pública no combate ao crime e captura de suspeitos ou foragidos.
Direita da vergonha
Essa aproximação com a China comunista acontece num momento em que o governo Bolsonaro, amplamente visto como direitista, condena claramente a ditadura de Nicolas Maduro na Venezuela. Apesar de tudo, a ditadura venezuelana tem sido menos comunista do que o governo chinês, pois a ditadura de Maduro não tem perseguido os cristãos tanto quanto o governo chinês os persegue.
Quem pois denuncia Maduro tem a obrigação de denunciar muito mais a ditadura comunista chinesa.
Sem preferidos
Se o PT, que governou o Brasil durante os governos de Lula e Dilma (2002-2016), enviasse seus senadores e deputados para a China para importarem para o Brasil o sistema comunista chinês de monitoração dos cidadãos, haveria manifestações e protestos. Todos os escritores conservadores e direitistas denunciariam isso como manobra comunista de controle dos cidadãos. Mas o que acontecerá agora que o governo direitista de Bolsonaro está fazendo isso?

Papa e Maduro
Muitos apoiadores de Bolsonaro criticaram o Papa Francisco por enviar um representante para a posse de Maduro. Mas quem criticará os senadores e deputados do partido de Bolsonaro por fazerem algo vastamente pior?

EUA na berlinda
Mesmo que o partido de Bolsonaro enviasse seus senadores e deputados para os EUA para importarem para o Brasil algum sistema americano de monitoração dos cidadãos, isso não deixaria de ser um controle ditatorial. Há muitos anos os conservadores americanos denunciam a monitoração imoral do governo americano sobre os cidadãos americanos. As denúncias de Edward Snowden contra esse sistema foram amplamente apoiadas por conservadores americanos.

Perigo à vista
Seja da China comunista ou dos EUA, a monitoração e controle estatal constante dos cidadãos é algo perigoso.
Não importa se é o PT de Lula ou o PSL de Bolsonaro que está buscando esse controle, precisa ser denunciado.
Não importa se estão buscando esse sistema da Venezuela, China ou EUA, precisa ser denunciado.

Comentários