Home Brasil CARONA COMPARTILHADA NO BRASIL É CHANCE PARA CRIMES

CARONA COMPARTILHADA NO BRASIL É CHANCE PARA CRIMES
0

CARONA COMPARTILHADA NO BRASIL É CHANCE PARA CRIMES

0

As caronas combinadas por meio de redes sociais é uma prática mais comum do que imaginam. Existem, inclusive, aplicativos específicos para organizar esse tipo de viagem.
Normalmente, a busca é para redução de gastos em viagens não tão longas de carro.
O problema deste tipo de serviço é o risco que os passageiros correm por não conhecerem uns aos outros.

A radiologista Kelly Cristina Cadamuro, de 22 anos, foi morta após oferecer uma carona pelo aplicativo WhatsApp no interior de São Paulo. O assassino confesso da jovem, Jonathan Pereira do Prado, 33 anos, confirmou que amarrou os braços de Kelly com uma corda e arrastou o corpo da vítima até o córrego de um rio.
O crime já era premeditado, o criminoso pretendia roubar o veículo da vítima. Porém, segundo ele, o assassinato ocorreu porque a jovem ofereceu resistência.
Kelly saiu de São José do Rio Preto com destino à Itapagipe, em Minas Gerais, para encontrar seu namorado – que chegou a alertá-la para ter “cuidado” com a viagem. A distância do trajeto seria
de 120 quilômetros.

Sem proteção
A iniciativa de compartilhar a carona ajuda na redução de gastos financeiros, tráfego de veículos no trânsito das metrópoles, mas, infelizmente, não há nenhuma dica de como se proteger de algum golpe ou crime. Estranhos que compartilham o mesmo grupo on-line, sem se conhecer pessoalmente, trilham caminhos juntos. As vezes, fatais.
Em tempos de tanta violência, o melhor, para preservar a integridade física, psicológica e até a vida, o melhor mesmo é praticar a solidariedade das caronas compartilhadas com conhecidos e no máximo, conhecido dos conhecidos. Qualquer coisa diferente desse âmbito significa problema.
Que os grupos sejam compostos por pessoas que tenham algum tipo de ligação para evitarmos outras tragédias tão cruéis como ocorreu com a jovem Kelly.
Ficar atento ao máximo, é a ordem atual.

Comentários