Home Sociedade CARMÉM LÚCIA PROÍBE QUE PSICÓLOGOS CUIDEM DE PACIENTES QUE DESEJAM VOLTAR AO SEXO BIOLÓGICO

CARMÉM LÚCIA PROÍBE QUE PSICÓLOGOS CUIDEM DE PACIENTES QUE DESEJAM VOLTAR AO SEXO BIOLÓGICO
0

CARMÉM LÚCIA PROÍBE QUE PSICÓLOGOS CUIDEM DE PACIENTES QUE DESEJAM VOLTAR AO SEXO BIOLÓGICO

0

Ela revogou a liminar que liberava atendimentos para reversão sexual

A esquerda, os hipócritas, a comunidade LGBTYWQZXY, os perseguidores e opositores da família chamam de ‘cura gay’, mas o que de fato ocorreu é que mais uma vez, a minoria impositva pela desconstrução do ser humano tirou dos profissionais de psicologia o direito de ouvir e atender pacientes que desejam voltar ao seu gênero biológico.

A ordem partiu da ministra Cármen Lúcia que cassou uma liminar de primeira instância que liberava os atendimentos em todo o país.

Com a decisão, volta a valer a resolução do Conselho Federal de Psicologia, em sua íntegra, que é contra o tratamento de reversão sexual.

“A psicologia e a ciência não admitem que as usem a serviço da discriminação. Há décadas que a homossexualidade não é considerada nem doença nem desvio pela Organização Mundial da Saúde. Não precisa de orientação nem de cura”, afirmou Rogério Giannini, presidente do Conselho Federal de Psicologia.

Apoiada pela maioria da classe e fazendo a alegria da comunidade LGBTYWQZXY, a ministra sufoca os profissionais que acreditam que o respeito a decisão de inversão deve ser o mesmo ao da reversão.

A decisão suspensa por Cármen Lúcia era do juiz federal Waldemar Claudio de Carvalho, da 14ª Vara Federal no Distrito Federal.

A discussão sobre a possibilidade de gays serem curados ou não é hoje um dos principais pontos de atrito entre conservadores e progressistas no país.

Muitos evangélicos conservadores defendem esta medida.

Comentários