Home Educação BRASILEIRO CRIADO EM COMUNIDADE VIRA DOUTOR NOS ESTADOS UNIDOS

BRASILEIRO CRIADO EM COMUNIDADE VIRA DOUTOR NOS ESTADOS UNIDOS

BRASILEIRO CRIADO EM COMUNIDADE VIRA DOUTOR NOS ESTADOS UNIDOS

0

Durante a infância, André Luiz de Souza via muitas pessoas da comunidade onde morava, em Belo Horizonte, se mudarem ilegalmente para os Estados Unidos e desde então, manteve o sonho de ir trabalhar no país. No ano de 1999, o sonho começou a virar realidade quando André Luiz, filho de motorista e manicure, passou em Letras na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Entretanto, teve de trabalhar em dois empregos para assegurar o próprio sustento e o de sua família. O rapaz nasceu e cresceu na favela Alto Vera Cruz. Escolheu o curso de Letras por adorar a ideia de falar inglês fluentemente.

Em 2003, André Luiz conseguiu um intercâmbio para a Universidade do Texas. Para provar que poderia manter-se nos EUA, pediu dinheiro emprestado aos amigos, anexou o extrato com R$ 6 mil ao pedido de visto e quando aprovado, devolveu o dinheiro. Depois disso, ao pisar em solo americano, tinha no bolso apenas R$25. Para sustentar-se, André lavou pratos em um restaurante e acabou perdendo o intercâmbio, pois é proibido trabalhar fora do campus.

De volta ao Brasil, se ofereceu para coletar dados para uma professora norte-americana que ajudava no Texas. Desta maneira, manteve a ligação com os EUA e se aperfeiçoou na área, sendo convidado a voltar ao país para fazer um doutorado. Ainda sem dinheiro e vivendo com US$ 1.100 (menos de R$ 3.500) por mês de uma bolsa dada pelo governo norte-americano, voltou a lavar pratos no mesmo restaurante de outrora, infringindo as regras por dois anos. Após concluir o doutorado, virou assistente em Alabama, já recebeu propostas para trabalhar na Europa mas quis seguir carreira nos Estados Unidos.

Comentários