Home Brasil AUTODECLARADO ANALFABETO, LULA USARÁ TEMPO DE LEITURA PARA SAIR MAIS CEDO DA CADEIA

AUTODECLARADO ANALFABETO, LULA USARÁ TEMPO DE LEITURA PARA SAIR MAIS CEDO DA CADEIA
0

AUTODECLARADO ANALFABETO, LULA USARÁ TEMPO DE LEITURA PARA SAIR MAIS CEDO DA CADEIA

0

Logo ele que passava  a impressão de que encontrava prazer no exercício da ignorância

Após ter a pena reduzida de 12 para 8 anos e com possibilidade de sair da cadeia ainda este ano, o ex-presidente Lula não está satisfeito.
Seus advogados agora lutam para incrementar maiores atividades que, por lei, possibilitam a soltura mais rapidamente.
Dessa vez, a defesa usará o tempo de leitura que Lula realiza na prisão acrescido da privação do direito de trabalhar – logo ele que é aposentado por ter perdido 1 dos 10 dedos perfeitos que possui.
A verdade é que essa manobra pode tirar o petista da cadeia até dois meses antes de setembro, quando a pena completaria um sexto.
Os advogados de Lula, no entanto, só devem buscar o desconto da pena depois de entrar com outros recursos ainda possíveis. Uma das bases da solicitação é um parecer do jurista Lênio Streck, obtido pela CBN, que cita as privações e condições singulares de Lula.

As resoluções do Conselho Nacional de Justiça apontam que o preso tem direito a diminuir o tempo de cadeia por ter se dedicado a estudar, trabalhar ou ler.
No caso da leitura, o preso ganha quatro dias de desconto na pena para cada livro que ler e resumir em uma resenha. Para isso, ele tem de 22 a 30 dias. Com o máximo de um livro por mês, Lula poderia alcançar no máximo algo como 60 dias de redução de pena.

Às ruas em julho
Desta forma, na melhor das hipóteses, na conta mais otimista pra ele, em vez de sair da cadeia por volta de 25 de setembro, Lula poderia passar para o regime semiaberto ainda no fim de julho.

Sem trabalho
Como presidiário, Lula se beneficia de sua negligência enquanto presidente da República por nuncar ter investido no sistema carcerário e de recuperação dos detentos. Agora, ele também pode ser beneficiado para encurtar sua permanência na cadeia alegando que ele foi impedido de trabalhar. Isso porque cada três dias de trabalho, dentro ou fora da prisão, poderia descontar um dia de pena.

Apoiado por dúvida de ministro
Outro ponto a ser considerado a favor de Lula é a de que o ministro do STF, marco Aurélio Mello, disse ter dúvida “seríssima” sobre os crimes pelos quais foi condenado o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do triplex do Guarujá.
Faz-nos pensar que durante todo o processo de investigação e interrogatório que o petista foi submetido, o ministro deve ter passado um tempo de férias em Marte – como única forma de justificar suas dúvidas sobre o processo – .
“Eu tenho uma dúvida seríssima quanto aos dois crimes. Aí está em discussão. Houve apenas a corrupção ou houve corrupção e lavagem”, disse Marco Aurélio.
“O que eu falo, eu tenho dúvidas, não estou me manifestando porque eu nem vou julgar o caso, dúvidas quanto aos dois tipos, a corrupção e a lavagem. Teria havido um procedimento do presidente visando dar ao que ele ‘recebeu’ via corrupção a aparência de algo legítimo? A lavagem pressupõe (isso)”, comentou Marco Aurélio.
O ministro reconheceu que “fatalmente” um recurso do petista contra a condenação no STJ chegará ao Supremo, mas disse que acompanhará o julgamento da “arquibancada”.

Comentários