Home Política ALBERTASSI REVELA ESQUEMA PARA CARGOS ENTRE OS CORRUPTOS E CONFIRMA DESEJO PELA CHEFIA DO TCE

ALBERTASSI REVELA ESQUEMA PARA CARGOS ENTRE OS CORRUPTOS E CONFIRMA DESEJO PELA CHEFIA DO TCE
0

ALBERTASSI REVELA ESQUEMA PARA CARGOS ENTRE OS CORRUPTOS E CONFIRMA DESEJO PELA CHEFIA DO TCE

0

Em depoimento à PF, que tinha interesse em cargo no TCE desde a saída de Jonas Lopes

o Brasil é o típico país onde a corrupção e seus esquemas fraudulentos estão por toda a parte, são notórios, de conhecimento geral, mas que é tratado pelos favorecidos como assuto não existente.
Nenhum brasileiro precisava da confissão do deputado estadual Edson Albertassi sobre o esquema da indicação nos cargos políticos através dos corruptos para a perpetuação no poder e manutenção da roubalheria para confirmação de sua existência.

Mas como a Justiça precisa de provas e, quando se trata de delação, ao menos aqui no Brasil, os sórdidos advogados, distorcem o poder dessa ferramenta pata desmantelar quadrilhas, até destorcerem a verdade dos fatos e descartarem, o que ocorre em qualquer outro lugar do mundo, como se apenas o brasileiro não estivesse capacitado para revelar segredos financeiros.

Desejo pelo TCE

O deputado estadual Edson Albertassi disse, em depoimento à Polícia Federal, na sede da Superintendência do Rio, na terça-feira (14), uma semana antes de ser preso preventivamente, que tinha interesse na vaga de conselheiro-titular do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RJ), tão logo foi anunciada a aposentadoria de Jonas Lopes.
O deputado reafirmou que os três conselheiros substitutos desistiram da vaga espontaneamente logo após sair na imprensa reportagens dando como certa a sua indicação. Albertassi foi preso preventivamente nesta terça-feira durante a Operação Cadeia Velha.

Segundo o deputado, um dos conselheiros demonstrou desconforto em concorrer a vaga devido à repercussão negativa. O depoimento de Albertassi, no entanto, contradiz com o que os três conselheiros substitutos disseram, em depoimento, ao Ministério Público Federal, na semana passada.

De acordo com os conselheiros substitutos, houve pressão por parte de Albertassi e de Jorge Picciani, presidente da Assembleia Legislativa do Rio, para que todos desistissem de concorrer à vaga.

Fetranspor
O deputado contou no depoimento que conhece José Carlos dos Reis Lavoura, ex-presidente do Conselho de Administração da Fetranspor, suspeito de receber R$ 40 milhões no esquema de corrupção da Fetranspor, mas disse que não tem relação pessoal com ele. Contou ainda que se encontrou com Lavoura duas ou três vezes e que esses encontros teriam acontecido na sede da Fetranspor.

Comentários