Home Nação AFASTADOS POR CORRUPÇÃO, CONSELHEIROS DO TCE GANHAM ATÉ R$ 54 MIL POR MÊS
0

AFASTADOS POR CORRUPÇÃO, CONSELHEIROS DO TCE GANHAM ATÉ R$ 54 MIL POR MÊS

0

Por isso ser bandido no Brasil continua valendo à pena, rendendo frutos e levantando discípulos do crime. Desde que foram afastados de seus cargos dentro do Tribunal de Contas do Estado por suspeita de corrupção, conselheiros desfrutam de um estilo de vida que não condiz com o que deveriam receber os bandidos que roubam do país.

Entregues pelo presidente do TCE, Jonas Lopes, que se livrou da cadeia por delatar todo o esquema, os envolvidos recebem salário integral acrescidos de seus benefícios que somados podem chegar a quantia exorbitante de R$ 54 mil reais.
Pelo menos é o que receberam José Mauricio Nolasco e pelo réu confesso e ex-presidente do TCE, Jonas Lopes. O teto constitucional estabelecido por lei é de R$ 33,7 mil, valor que recebe um ministro do Supremo Tribunal Federal. O TCE afirma que não há ilegalidade no excedente de R$ 21 mil pago, já que o abono de permanência e as verbas indenizatórias estão previstas na Constituição.

Contas no exterior
Rastreamento de contas no exterior, análise de 1.179 extratos bancários, gravações de áudios e novos depoimentos são os pilares da decisão do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), que prorrogou por mais 180 dias o afastamento dos seis conselheiros.

Crimes
Eles respondem por corrupção, lavagem de dinheiro, evasão de divisas e associação criminosa. Todos continuam recebendo salários de pouco mais de R$ 30 mil, além
de todos os benefícios.

Sem trabalho e com dinheiro
Afastados desde 30 de março, a mesma Constituição garante que todos os envolvidos continuem ganhando seus vultosos rendimentos rigorosamente em dia e mantenham seu alto padrão de vida.

O TCE é responsável pela fiscalização das contas de 91 municípios e do governo do Estado. Para concorrer é preciso estar alinhado com os deputados da Assembleia Legislativa, responsáveis pela eleição.

É impossível aceitar a ideia de um funcionário que deveria manter a obrigação de idoneidade, ganhando um vultuoso salário como esses se corrompa para ganhar mais dinheiro.

Comentários