Home Economia A FALTA DE MULHERES INVESTINDO EM BITCONS PODE SER UM MAU SINAL

A FALTA DE MULHERES INVESTINDO EM BITCONS PODE SER UM MAU SINAL
0

A FALTA DE MULHERES INVESTINDO EM BITCONS PODE SER UM MAU SINAL

0

Alguns analistas acreditam que os homens são mais propensos a realizar investimentos de alto risco do que as mulheres, mas um especialista em neurologia da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e ex-investidor de Wall Street, John Coates, associa o comportamento irracional das bolhas financeiras à atitude de jovens do sexo masculino, que investem fascinados pelos lucros milionários que podem obter em pouco tempo.

Dinheiro e hormônios
Segundo ele, a explicação para o perfil mais agressivo na hora de investir pode estar nos hormônios – no caso, no mecanismo de recompensa ligado à liberação de testosterona quando fazem um investimento bem-sucedido.

Esse argumento reforça que historicamente os mercados especulativos, que levaram à formação das piores bolhas da história da economia, foram dominados por investidores homens – da “tulipomania”, no século 17, na Holanda, à crise das hipotecas “podres”, em 2008, nos Estados Unidos.

Mercado cheio de testosterona
Pesquisas mostram que a participação feminina no mercado financeiro dos Estados Unidos é muito baixa – não chega a 10%, sendo ainda menor em cargos de liderança.

E nas posições mais altas de uma empresa, a situação piora: as mulheres representam 2,1% dos diretores executivos na lista das 500 empresas com maior capitalização de mercado.

“O fato de 95% dos investidores em bitcoin e outras criptomoedas serem homens é um grande alerta vermelho para mim”, afirma Duncan Stewart, diretor de pesquisas da consultoria canadense Deloitte.

“Não consigo pensar em nenhuma moeda ou investimento na história que mostre uma divisão de gênero tão extrema e tenha sido sustentável”, diz ele.

Até mesmo entusiastas do bitcoin têm debatido a questão. Um artigo publicado em novembro no site bitcoin.com analisou a disparidade de gênero do mercado e atribuiu a discrepância à histórica dominação masculina na indústria de tecnologia.

Comentários