Home Economia Governo enxerga aumento de impostos e nós fim da corrupção para Brasil sair da crise

Governo enxerga aumento de impostos e nós fim da corrupção para Brasil sair da crise
0

Governo enxerga aumento de impostos e nós fim da corrupção para Brasil sair da crise

0

Ajudado pela Fiesp na queda de Dilma Rousseff quando a cúpula do PT começou a lançar possibilidade de sugar do trabalhador o rombo da corrupção e incapacidade administrativa do governo, Michel Temer e Henrique Meirelles começam a despertar a indignação das indústrias e empresariado do Brasil com a mesma ladainha de retorno de CPMF
e aumento de impostos.
Mesma meta, mesma desculpa e, até o momento, mesma passividade do trabalhador brasileiro ampliam o espaço do governo em suas declarações sobre a ‘urgente necessidade’ de ação contra
o déficit das contas.

Meirelles confirma
o inevitável
O Ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que, se houver, o aumento de impostos no país será “temporário”.
Meirelles, porém, avaliou que a carga tributária já é “muito elevada” e, segundo ele, está no “leque” de alternativas, por exemplo, a retirada de isenções tributárias
a empresas.
Sobre se é dado como “certo” o aumento de impostos no país, Meirelles declarou que “tudo indica que será
necessário, inevitável”.
“Eu não diria que [a saída com aumento de impostos] é inevitável, mas é quase que mandatória, no sentido de que, se nós corremos o risco de paralisar coisas essenciais para o país – e nós não temos essa possibilidade –, então nós poderemos fazer, se for aumento de imposto, será temporário. Aumento de imposto temporariamente e volta, digamos assim, em 2018, para a alíquota normal”,
afirmou o ministro.

Nunca é o bastante
A arrecadação de imposto de 2016 fechou o ano com o montante de R$ 2,004 trilhões arrecadados. Todos os anos a Associação Comercial de São Paulo (ACSP), através do Impostômetro informa a população o quanto o brasileiro já desembolsou em impostos no país que no ranking de retorno das contribuições é o último da lista
de 30 nações.
O Brasil continua oferecendo péssimo retorno aos contribuintes, no que se refere à qualidade do ensino, atendimento de saúde pública, segurança, saneamento básico, entre outros serviços.
OPINIÃO
A desculpa é sempre pelo crescimento do país e melhora na vida da população. Assim foi com a líquota do ICMS, da própria CPMF. Mas a verdade é que…
Um governo que não consegue governar com caixa de arrecadação líquida de impostos sob a cifra de R$ 2 trilhões de reais não é competente para governar
com cifra nenhuma.
Aumento de impostos, aqui não!!!

Comentários